9 de jun de 2010

Trechos

"A visão moderna, a meu ver, envolve uma falsa concepção do crescimento. Somos acusados de retardamento porque não perdemos um gosto que tínhamos na infância. Mas, na verdade, o retardamento consiste não em recusar-se a perder as coisas antigas, mas sim em não aceitar coisas novas. Hoje gosto de vinho branco alemão, coisa que tenho certeza de que não gostaria quando criança; mas não deixei de gostar de limonada. Chamo esse processo de crescimento ou desenvolvimento, porque ele me enriqueceu: se antes eu tinha um único prazer, agora tenho dois. Porém, se eu tivesse de perder o gosto por limonada para adquirir o gosto pelo vinho, isso não seria crescimento, mas simples mudança. Hoje em dia, já não gosto somente de contos de fada, mas também de Tolstói, Jane Austen e Trollope, e chamo isso de crescimento; se tivesse precisado deixar de lado os contos de fada para apreciar os romancistas, não diria que cresci, mas que mudei."

C. S. Lewis 
("Três maneiras de escrever para crianças" in As Crônicas de Nárnia - Volume ùnico, 2ª ed, p. 744)

Um comentário:

  1. Grande C.S. Lewis. Gostei demais!

    Ele tem 2 livros que gosto muito: "Cristianismo puro e simples" e "As Cartas do Inferno" (tem outra tradução também).

    Ele foi um cara genial. Talvez o cristão mais genial da Europa.

    O mais engraçado era que ele era ateu (tem um filme sobre a vida dele que não me lembro o nome) e o Tolkien (católico) ajudou a convertê-lo ao cristianismo, mas ele acabou virando protestante. Um barato, né? rsrs

    Abração

    ResponderExcluir