11 de mar de 2010

Me, an ex-teacher...


De acordo com o último post, ainda tenho algumas impressões sobre as quais quero escrever (por falar nisso, a frequência com que apareço por aqui, convenhamos, ainda é muito baixa, especialmente para quem trabalha boa parte do dia ligado no pc...)

Ex-teacher!

Tive a maravilhosa experiência de ser professor de inglês por praticamente dois anos e meio.

Ensinar algo a alguém é simplesmente fascinante!

Há vários aspectos dessa minha vivência, como o contato permanente e o aprofundamento em relação ao idioma estrangeiro.

Entretanto, sem dúvida alguma, a melhor foi o dia-a-dia com os alunos.

Confesso que não tinha intenção de ser professor (achava que não teria paciência para tanto...), mas, na hora do convite, resolvi aceitar o desafio.

Ciente de minhas limitações, tentei fazer de mim um tipo de "guia", que ajudaria alguns incipientes aventureiros a caminhar por novas terras...

Sempre busquei caminhar ao lado dos meus "parceiros", mostrando uma bela paisagem aqui, alguns perigos ali...

Enfim: tentei compartilhar com eles dessa grande paixão que tenho pelo idioma; o prazer de se aventurar nesse novo "mundo".

Acontece que tudo na vida tem um fim. Então chegou o momento em que tive de deixar esses meus amigos na companhia de outros "guias" (felizmente em boas mãos, posso garantir!), e seguir em outra direção.

Comigo ficarão as lembranças e uma imensa saudade de cada um deles, meus caros ex-alunos, meus caros amigos.

Cada um com sua particularidade e forma de ver o mundo...

Cada um com suas manhas e manias...

Cada um com seu sorriso...

Cada um com uma bela desculpa por não ter trazido the homework...

Ensaios para festivais...

Planos que muitas vezes não passaram disso: planos...

E aquelas situações engraçadas que ocorriam em aula?! Discussões sobre assuntos mais variados, desde de cachorros epiléticos até a teoria da relatividade... rsrsrs

E o carinho que recebi e que recebo?! Imensurável!

Uma turma me presenteou com uma placa no último dia de aula. Meu Deus... eu só não chorei porque "homem não chora"... Esse episódio me chocou... rsrsrs... "Acabou mesmo", pensei.

Não vou citar nomes, até porque, como eles bem sabem, minha memória é péssima pra isso (troquei o nome do Vinícius e do Felipe for a long time... rsrsrs).

De qualquer forma, uma coisa é certa: nunca esquecerei desse período de minha vida e dessas pessoas tão queridas.

Hoje entendo perfeitamente porque tantos profissionais se dedicam à arte de ensinar, embora seja uma área tão desvalorizada em nosso país.

Alguns dias atrás comentei com minha amiga Dayse acerca de quão doloroso foi deixá-los, e ela, como ex-teacher, compreendeu perfeitamente o que senti.

Também sinto muita saudade de minhas colegas que compartilhavam dessa tarefa de ensinar: me diverti muito com elas também! Aquelas conversas na sala dos professores ficarão na memória.

Não será mais possível me divertir com todas essas pessoas tão queridas, ao comentar tantos assuntos, vídeos, notícias... por isso, espero que este espaço seja útil para que eu possa me interagir com todos.

É isso.